Anselmo Prata volta a lamentar atraso nos pagamentos de servidores

por Tania Maria Garabini publicado 31/07/2020 16h19, última modificação 31/07/2020 16h19
Contratados e donos de veículos amargam cinco meses sem salário

O presidente Anselmo Prata lamentou profundamente o atraso no pagamento dos funcionários municipais contratados, da cooperativa e dos proprietários de veículos locados para a prefeitura. “Os primeiros estão com três meses de atraso e os veículos chegam a cinco meses até. É lamentável porque os seus donos utilizam os aluguéis para sustentar suas famílias. E isso atinge o comércio, porque não circula dinheiro na economia do município”.

O vereador Anselmo Prata detalhou que o último repasse de royalties para Carapebus foi de R$ 1,1 milhão e provavelmente irá normalizar e ele não vê porque atrasar ou pagar os cooperativados e os veículos. Quanto ao trabalho prestado pelos vereadores e que vem recebendo críticas inclusive de pessoas que já foram por eles beneficiados, disse estar triste. “Eu tenho direito de falar pois no passado quando tive oportunidade fizemos muito e hoje eu vejo que pessoas que foram contempladas com casas populares, com cestas básicas, servidores que tinham seus salários pagos em dia e as pessoas fazem críticas a mim, mas como disse um pastor amigo meu: para não esperarmos o reconhecimento das pessoas e sim de Deus”.

E lembrou que ainda tem cinco meses à frente da Câmara e que “vou continuar com meu trabalho, minha posição e esse é o meu papel para o qual eu fui eleito, lutar pela população e aos servidores”. E voltou a afirmar que o CarapebusPrev é um bom negócio para o servidor concursado, mas dependerá da boa gestão do próximo prefeito e da Câmara. “A população tem que votar em vereador que apoia e trabalha pela população e não pelo prefeito eleito”.

“Os vereadores não têm que fechar os olhos como faziam. Por isso estamos nesse caos. Todos os projetos de lei que vieram para essa Casa em benefício da população, que forem duvidosos, não votarem e nem colocarei para votar. As emendas que fizemos não foi para amarrar ou atrasar o Executivo. Foram para alavancar o município”, finalizou.