Deuti sugere contato com Autopista para obter massa asfáltica

por Tania Maria Garabini publicado 26/02/2021 09h44, última modificação 26/02/2021 09h44
Duzentos caminhões de material foram doados, mas não utilizados por Carapebus

Por uma ação de desvio – ainda não apurado – a massa asfáltica correspondente a 200 caminhões caçambas deixaram de ser aproveitados pela Prefeitura de Carapebus. Segundo o vereador Luciano Sardinha (Deuti) o material foi doado em 2020 pela Autopista Fluminense para ser utilizado no reparo de ruas e também estradas vicinais, mas o material nunca chegou a Carapebus.

Ele sugeriu que a presidência, todos os vereadores juntamente com a prefeita formulem um ofício solicitando nova audiência com a direção da Autopista para reivindicar novamente o material que poderá ser bem utilizado no reparo de ruas e estradas que precisem de conservação. Essa massa asfáltica é obtida com a raspagem do asfalto das rodovias federais que a empresa atua e conserva. Ela não pode ser reaproveitada para novos reparos no asfalto, mas é uma excelente base para atender os consertos de pequena monta em ruas e estradas de terra.

Mesmo com o desvio, a prefeitura ainda chegou a receber alguma quantidade, com a qual fez o reparo na estrada do Rancho Paradiso e algumas localidades próximas. Deuti lembrou que ainda há necessidade de atender São Simão, que dá acesso a Pindoba, assim como o acesso a Sacarrão, Sapecado e em Ubás o acesso para quem vai ao Parque Jurubatiba.