Anselmo fala da suspensão do processo de cassação

por Tania Maria Garabini publicado 27/10/2019 11h55, última modificação 27/10/2019 11h55
Justiça suspende diante de liminar impetrada pela prefeita

Anselmo foi categórico em nominar os seis vereadores (Marcos Pacato, Maicon Pimentel, Borginho, Wagner Melo Deuty e ele) que votaram pela criação da comissão para apurar os desmandos, os descasos, “os crimes que a prefeita comete aqui nesse município. Infelizmente, a justiça que deveria nos ajudar a fiscalizar isso, interrompeu esse processo provisoriamente. A prefeita entrou com uma liminar dizendo que cometeu os crimes, mas quem tem que julgar não é a Câmara, é o judiciário”. Ele acredita que “o judiciário vai levar 50 anos para julgar. A prefeita de Araruama, que também é uma fake, já que é seu marido que governa foi condenada em um processo de 2009. Se for assim, aqui só vai ser a prefeita talvez seja julgada em 2029”.

Por fim, lembrou Anselmo Prata que em 2017, a prefeita assumiu o governo com um orçamento de R$ 73 milhões e arrecadou R$ 88 milhões. 2018 aprovamos um orçamento de R$ 124 milhões que chegará a R$ 130 milhões. Um total de R$ 350 milhões. E indagou “O que tem a mais nessa cidade que foi feito?. Se o orçamento tivesse caído como em governo anteriores era justificado. Mas para onde está indo esse dinheiro. Eu não vou recuar, estou do lado da população. Esses seis vereadores tem um compromisso com a população e eu também. E não vou parar”, finalizou.

Saúde em colapso

Quanto à Saúde, Anselmo foi categórico em afirmar que, “o céu é o limite e se o governo não eleger as prioridades está fadado ao fracasso, como esse está. O governo em que estar presente na Saúde, 24 horas. Senão vemos o que está acontecendo. Com a inércia do governo e mal funcionamento, abre-se as brechas para que alguns sejam atendidos e outros não”.

Outro comentário é sobre o convênio com o hospital em Bom Jesus de Itabapuana. “É excelente mas eu e o vereador Borginho estivemos com o diretor do hospital São João Batista em Macaé e ele afirmou que poderia fazer o convênio com  Carapebus. Parece que gostam de ver o povo sofrer”.