Anselmo lamenta morte do governo municipal

por Tania Maria Garabini publicado 12/08/2020 13h33, última modificação 12/08/2020 13h33
Para ele população sofre pelo descaso da administração pública

Mesmo lembrando da tristeza de três amigos mortos, Anselmo Prata salientou que a necessidade é “olhar por aqueles que estão vivos e fazer a nossa parte”. Classificou de morto o atual governo municipal, já que os salários estão atrasados, não há política pública. “A gente pede a Deus que esses cinco meses passem rápido para a população não sofrer tanto e que ela possa escolher os novos governantes para mudar a realidade de Carapebus”.

O vereador e presidente da Câmara, Anselmo Prata lamentou profundamente a morte de três carapebuenses, alguns deles, ligados e queridos inclusive por sua família como é o caso de Nice, que evangélica criou mais de dezesseis filhos, trinta netos e dez bisnetos. “Era uma guerreira, que chegou a cuidar de quatro filhos doentes e viveu até os 93 anos. Tenho certeza que está em um bom lugar no céu. Tivemos outras perdas, como Jaci funcionários desse Câmara por dois anos, Maceta um jovem bom que se perdeu nas drogas”.

O vereador Anselmo lembrou que as drogas não vitimam apenas o consumidor, mas também suas famílias e amigos que acompanham essa situação. “O final das drogas é cadeia ou caixão. Nós, como homens públicos temos que trabalhar incansavelmente para apoiar essas famílias e aos jovens os levando para um trabalho, para uma igreja, oferecendo orientação. A gente pede a Deus que conforte as famílias e que ilumine nossos governantes para que criem oportunidades para os jovens e toda população. Porque isso é nosso papel”.

Moção de Pesar

Os vereadores aprovaram por unanimidade moção de pesar para os familiares de Marcio Bento, autoria do vereador Albecir Ribeiro; a Nice Abraão Batista e de Jaci de Matos, ambas de autoria d autoria do vereador Anselmo Prata.