Área da represa vira “lixão” de Carapebus

por Tania Maria Garabini publicado 15/06/2020 09h49, última modificação 15/06/2020 09h49
Falta de pagamento impede prefeitura descartar lixo em outra cidade

Em requerimento apresentado o vereador Maicon Pimentel solicita que a prefeitura não despeje mais lixo na área próxima à represa de Carapebus. O local tornou-se o novo lixão da cidade, já que a prefeitura não vem pagando há meses o aterro sanitário alugado em outra cidade. Maicon Pimentel em sua fala na última sessão pediu informação se a secretaria municipal de Meio Ambiente e mesmo outros órgãos ambientais permitiram esse despejo, já que parte da água coletada para o abastecimento é feita naquele local. A represa também é parte da bacia do córrego Maricota.

No local dá para ver dois tratores fazendo o despejo de lixos e também fica uma máquina parada para movimentar o material depositado. “Ali é jogado de tudo, lixo, ferro, entulho e você vê urubus, crianças brincando próximas. Qualquer um pode de se machucar. Vamos pedir para parar com isso. Que mande o material para a reciclagem ou joguem o lixo em outro local. Não naquele local”.