Borginho consegue R$ 1 milhão para compra de ônibus escolares

por Tania Maria Garabini publicado 31/12/2019 11h39, última modificação 31/12/2019 11h39
Deputado federal Vladimir Garotinho é autor de emenda

Já se encontra empenhado na conta da prefeitura de Carapebus, a verba de R$ 1 milhão para a aquisição de três ônibus escolares para fazer o transporte dos estudantes da rede de ensino. A verba oriunda de Brasília é de autoria do deputado federal Vladimir Garotinho e reivindicada pelo vereador Borginho, através de ofício enviado há dois meses para o gabinete do parlamentar. Os ônibus atenderão alunos dos assentamentos Ingazeira, Capelinha, Maria Amália, alto do Cachanga e boa parte do Centro da cidade. A boa notícia foi dada pessoalmente por Vladimir ao vereador, durante reunião em sua residência.

O parlamentar carioca lembrou que o pedido foi feito através de ofício assinado também pelos vereadores Wagner Mello e Maicon Pimentel. Vladimir – que é um amigo de Carapebus – vem se empenhando em atender as necessidades da população salientou que estará presente na entrega dos ônibus para atender a rede municipal de ensino. A verba é federal e os veículos serão adquiridos em Brasília e enviados para Carapebus.

“Somos gratos a você deputado pelo empenho que você tem por Carapebus. Esse empenho vem desde seus pais, e agora com você, que está fazendo o mesmo, que é atender a população” agradeceu Marcelo Borginho. O vereador lembrou que este ano, pais e alunos reclamaram continuamente das condições de transporte escolar da cidade. Recentemente, mães de alunos se propuseram a fazer manifestação em frente a prefeitura devido à quebra de veículos e consequentemente as crianças não podiam frequentar as aulas, correndo sério risco de perder o ano letivo.

É comum as reclamações de quebra de veículos, falta de combustível para o transporte.  Como consequência, alunos deixaram de frequentar as aulas por vários dias e alguns que conseguiam ir aos colégios retornavam às suas residências com várias horas de atraso, devido a irregularidade dos horários.