Cartão alimentação: Reconhecimento e reforço financeiro

por Tania Maria Garabini publicado 13/03/2020 11h25, última modificação 13/03/2020 11h25
Benefício já está disponível para funcionários administrativos da Câmara

Desde o dia 12 de março, funcionários administrativos da Câmara de Vereadores de Carapebus estão contando com um reforço de R$ 200,00 em seu salário, com o cartão alimentação que a Mesa Diretora em apoio unanime dos vereadores concedeu. Esse valor é concedido e não descontado da folha de pagamento de cada um. Só tem direito o servidor administrativo. Não é extensivo aos assessores ou vereadores. Para muitos, o cartão alimentação representa o reconhecimento do trabalho dedicado e para o comércio é mais um reforço financeiro, já que o valor do cartão não pode gasto fora do município.

O Vale Alimentação foi aprovado em agosto de 2019, por unanimidade. À época, o presidente da Casa, Anselmo Prata salientou “Esse trabalhador cumpre uma carga horária e precisa se alimentar condizentemente”. E para o comerciante o tíquete alimentação permitirá a circulação de recursos, já que no projeto de lei determina que, o vale só poderá ser utilizado no comércio local. “É uma forma de ajudar o empresariado”. 

Uma das funcionárias administrativas contemplada com esse benefício, Priscila Maia agradeceu e falou o que ele representa para ela: “Trabalho aqui na Câmara há sete anos e sempre foi uma luta muito grande para conseguir isso. Tanto o tíquete quanto ao uniforme. Esse último já conseguimos. Eles alegavam que não podiam dar porque não éramos funcionários”. Para ela, o Vale Alimentação é muito importante porque R$ 200,00 “vai ajudar bastante dentro do meu salário. Mas ele representa reconhecimento ao nosso trabalho, a nossa dedicação que se dá à Câmara. Estamos sempre junto em todas as sessões internas e itinerantes”.

Mais uma vez ela agradece ao presidente Anselmo Prata e aos demais vereadores pelo benefício. “Ele e os demais reconheceram nosso esforço de trabalho. Para mim foi um presente” acrescenta alegre, lembrando que nesse tempo em que ali trabalha nunca ganhou um complemento. “Vou poder comprar lanche para a criança ou juntar dois meses e ajudar o marido a fazer compra de alimentos do mês. E principalmente ajudar o comércio do município, já que não podemos gastar esse valor fora da cidade”, concluiu Priscila.

Anônimo disse:
13/03/2020 20h20
Será que só os funcionários administrativos da câmara merecem?? E os outros funcionários?!
Comentários foram desativados.