Contratos injustificados e mortes por Coronavírus preocupam Anselmo Prata

por Tania Maria Garabini publicado 17/05/2020 10h10, última modificação 17/05/2020 10h08
Presidente da Câmara exige informações e presença de secretários

O vereador e presidente Anselmo Prata mostrou-se seriamente preocupado com aumento de casos de Coronavirus e óbito pela doença em Carapebus. O mais preocupante é que o hospital de campanha continua sem estrutura para funcionar, já não tem nada montado. Para ele é grave a questão do aluguéis de respiradores, já que apenas três dos cinco contratados estão em Carapebus. Esse contrato não está cumprido.

Em sua fala Anselmo Prata voltou a questionar a contratação da Cruz Vermelha. Assim como perguntou aos vereadores da base governamental se a prefeitura tem a intensão de cumprir alguma folha de pagamento dos servidores que está atrasada. A Câmara de Vereadores em sua gestão vem cumprindo regularmente o pagamento da folha, assim como tem pago antecipadamente esses valores, bem como cumprindo o repasse do vale alimentação, permitindo que os funcionários possam comprar seus alimentos no comércio local.

“É preocupante esse atraso principalmente para os servidores que estão a frente desse combate ao Coronavirus. Nós aprovamos uma gratificação de 30% no salário desse servidor para incentivar. Quem está a frente desse vírus. É preocupante para o servidor. Queremos saber se o recurso federal chegou ou não; o que será ou está sendo feito. Enfim, são tantas perguntas e nenhuma resposta.

Outro questionamento é quanto a distribuição de cesta básica, bem como o que foi feito com o R$ 1 milhão destinado para a compra desse produto. Voltou a insistir na presença da secretária de Promoção Social para que compareça à Câmara para prestação de serviço executado. “A presença dela é importante. Eu estou sendo acionado por moradores que estão sem ter comida, gás para cozinhar e nem aluguel social para atender. O município tem orçamento milionário mas não vemos essas pessoas serem atendidas”.