Dandinho proporá criação de cooperativas e defende projetos realistas

por Tania Maria Garabini publicado 18/05/2021 15h46, última modificação 18/05/2021 15h46
Em entrevista, presidente defende honestidade de ações e propostas realistas à população

Criação de cooperativas para atender as áreas de agricultura, pesca e assentamentos, proposição realistas à situação econômica da cidade e necessidades da população, parceria para atender os pescadores e outros assuntos foram abordados pelo presidente da Câmara, Leandro Drumond Esteves (Daninho) em entrevista no programa “De bem com a Vida” transmitido pela rádio Aurora, em Campos dos Goytacazes.

A cooperativa proposta por Dandinho seria para atender os produtores de leite. “Estamos verificando o melhor lugar e faremos um projeto em nome de todos os vereadores para criarmos a cooperativa e o nosso leite ficar aqui, para produção da manteiga, do queijo e atender também a rede municipal de ensino”. Para ele, essas ações mesmo que pequenas representam um avanço real à economia local.

Dandinho defende a necessidade de oferecer emprego ao trabalhador carapebuense, já que das 1.500 pessoas que atuavam na área offhore em Macaé, pouco mais de 500 permanecem na função. “Quando a prefeita entrou em 2016 tínhamos cinco mil desempregados na cidade. E todos queriam ser empregados. Não dá para colocar todos. Temos que utilizar programas e incentivos para gerar emprego e renda”.

A prefeitura vem oferecendo incentivo fiscal na Zona Especial de Negócios (ZEN) e isso está atraindo novas indústrias. Os vereadores estão conseguindo recursos e também contatando empresários que está trazendo novas empresas, como uma nova firma a ser inaugurada em agosto, gerando 400 novos empregos. Existe lei criada e aprovada pela Câmara de que, 70% dos trabalhadores contratados pelas empresas devem ser moradores de Carapebus.

Herança Política

O presidente da Câmara, Leandro Drumond Esteves (Daninho) está em seu segundo mandato e lembra que, sua carreira política é uma herança política familiar, começando por seu avô, que por três vezes foi vereador em Macaé. Adicionado a esse histórico, Leandro foi incentivado pela família e principalmente por Eduardo Cordeiro, líder político. “Eu trabalhei com Eduardo em algumas campanhas. Gosto do jeito dele, do seu trabalho e ele me perguntou se eu não queria me candidatar. Eu disse que não sabia por onde começar e recebi o incentivo para entrar na política. Na campanha de 2016 vim como candidato”.

Relembra que começou visitando seus amigos e de sua família – de casa em casa – e muitos lembraram das obras e benefícios que seu avô, trouxe para Carapebus, como o asfalto da rodovia RJ-178 que liga Macaé a Quissamã.

Sobre se estilo de prática política, Dandinho defende o uso da verdade. “Eu gosto de fazer o bem. Eu jogo limpo. E venci. Desde então venho trabalhando como vereador”. Homem e político simples, Dandinho mantém seu gabinete sempre aberto à população e sempre amigos e eleitores diariamente, para ouvir a população.

Quando candidatou à presidência da Câmara acreditava que teria sete dos onze votos dos colegas, mas foi eleito por unanimidade. “Me surpreendi, mas sou uma pessoa simples. Trato todos por igual. Gosto de ser honesto com todos. E acredito que todos gostem de como trabalho. Tenho mais responsabilidades na presidência, mas faço com transparência, evito gastos e procuro sempre usar nosso jurídico, bastante competente para nos orientar”.

Oposição e Covid

Na gestão passada, a prefeita Christiane Cordeiro se reuniu com todos os vereadores, mas todo o país foi atingido pela crise econômica. A proposta de trazer emprego e indústrias para a cidade se tornaram apenas projetos diante da crise e boa parte dos vereadores tornou-se oposição. “Com isso, os projetos que ela mandava não eram aprovados. “Eu acho que se deve fazer oposição, mas temos que aprovar as coisas que são boas para o povo e não ficar vendo os interesses particulares. Com o tempo as coisas foram se ajeitando e a oposição diminuindo e veio a pandemia, outro desastre. E os vereadores pediram o impeachment da prefeita, que só queria arrumar emprego para a população”.

Relembrou Dandinho que houve grandes dificuldades, mas foram superadas. “Infelizmente não conseguimos resolver muitas coisas diante das dificuldades. Na última eleição ele e Christiane foram reeleitos. “A população viu que na gestão passada, alguns vereadores não queriam o bem da cidade. Mas agora, os sete vereadores estão unidos

Projetos realistas

Dandinho defende a criação de projetos que atendam a realidade da cidade e população. “Vamos buscar projetos que atendam a cidade. Não concordo com alguns vereadores que fizeram projetos, que não irão levar em nada. Numa crise dessa, de que adianta fazer um grandioso que não poderá ser executado”, questionou.

E por fim, quanto as sessões Dandinho informou que, as mesmas estão acontecendo. E a transmissão ao vivo foi cancelada, devido ao alto custo que representava aos cofres da Câmara. Detalhou que esse trabalho retornará, já que se está adquirindo equipamento próprio para atender esse serviço.