Patrulha Maria da Penha será implantada em Carapebus

por Tania Maria Garabini publicado 14/10/2019 11h20, última modificação 14/10/2019 11h20
E será proposta criação de parte da guarda municipal armada

Os vereadores – por unanimidade – aprovaram o projeto de lei que cria a Patrulha Maria da Penha. O presidente da Casa, Anselmo Prata salientou a importância da patrulha, diante das necessidades atuais e o crescimento significativo da violência contra a mulher e o feminicídio.  Em paralelo, Anselmo pediu apoio aos demais pares para que aprovem a criação de uma ala da guarda municipal armada.

O presidente da Câmara – que também já foi comandante da guarda em Carapebus – justificou a necessidade de armar os agentes para combater “ao aumento de violência que temos constatado na cidade. Todos nos que já fomos comandantes em Carapebus estamos vendo o a criminalidade aumentar e os guardas não tem como proteger os moradores”.

Lembrou que, os guardas fazem um excelente trabalho dando apoio à Polícia Militar e muitas vezes, resolvendo apenas com o próprio contingente, problemas de roubos, assaltos e também casos de violência. A Guarda Municipal tem como papel principal apenas proteger o patrimônio público. Mas a de Carapebus, além dessa função ainda ajuda no combate ao tráfico de drogas e outros delitos mais graves.

Mas os vereadores defendem a necessidade de se armar um grupo dentro da guarda para atender os casos mais graves e também para a própria proteção. Anselmo explica que não serão todos a receber armamento, devido antes os possíveis selecionados passarem por criteriosos testes, do psicológico ao físico para que, depois tenham cursos de manuseios e uso de arma sejam considerados aptos a esse uso.

Salientou que durante a visita do vice governador em Quissamã, foi entregue a ele um ofício com várias solicitações e uma delas é transferir o DPO para a sede da Emater, localizada no Centro da cidade. Isso permitirá agilidade nas ações de combate a criminalidade que a guarda vem tão bem desempenhando. O vice governador determinou ao secretário da Polícia Militar para que faça essa permuta. O que deverá começar a ser verificada a partir da próxima semana.

Luciana
Luciana disse:
15/10/2019 17h54
Parabéns a todos envolvidos nessa ação,pois o crime contra mulher tem crescido diariamente!
Comentários foram desativados.