Presidência da Câmara terá agora um ano de gestão

por Tania Maria Garabini publicado 07/07/2019 19h57, última modificação 07/07/2019 19h57
Lei é aprovada por maioria em sessão plenária

A partir de agora, a Câmara de Vereadores de Carapebus terá uma presidência com gestão de um ano, com direito a reeleição. A mudança passa a vigorar a partir de 2020, segundo lei aprovada durante sessão no dia 25, pela maioria dos vereadores. O presidente Anselmo Prata entende que, esse período é suficiente para que o gestor consiga administrar a Casa.

O vereador Luciano Sardinha Carvalho (Deuty) parabenizou a mesa diretora por honrar o compromisso feito quando da escolha de Anselmo Prata - no início do ano- de reformular a Lei Orgânica e o Regimento Interno da Câmara. “Essa será uma forma de dar oportunidade aos demais vereadores para assumir esse trabalho. Há presidentes que ficam anos e acham que os demais são nada. O presidente está aqui para administrar o prédio. Se o presidente que estiver fazendo as coisas funcionarem, ele pode concorrer a reeleição e conseguir retornar ao cargo”. Antônio Marcos Pacato ao dar seu voto favorável lembrou que, em um ano é possível trabalhar e também fiscalizar o Executivo.

Anselmo Prata em sua fala detalhou que a reformulação da Lei Orgânica que trata da eleição anual é o primeiro passo para novas mudanças. “Ela vem sendo emendada desde 2007. Precisamos dar uma nova dinâmica a ela e ao regimento interno. Essa mudança no calendário de eleição é uma questão democrática. Foi uma vontade da maioria e eu particularmente, como vereador entendo que um ano é suficiente para se fazer um trabalho. Uma prefeitura tem que ter esse prazo de quatro anos para o prefeito cumprir o PPA, a LDO e fazer as obras, já na Câmara tem apenas que se administrar. Não tem porque se prolongar por dois anos. Você não foi eleito pela população para ser presidente da Casa e sim pelos demais colegas. Portanto, nada mais justo do que dar essa oportunidade para os demais serem escolhidos e mostrarem serviço”, finalizou.