Vereadores aprovam pedido de construção de parquinho no Sonrisal

por Tania Maria Garabini publicado 01/10/2019 15h20, última modificação 01/10/2019 16h47
Na pauta de aprovação está o emplacamento na cidade de veículos prestadores de serviços à Prefeitura

Na sessão itinerante realizada na Praça do Sonrisal, os vereadores presentes aprovaram por unanimidade a solicitação para a construção de um parque infantil, bem como de uma quadra coberta para a prática de esportes dos adultos. A Praça em Itaquira é a principal atração da localidade devido a distância com o Cento da cidade.

O vereador Antônio Marcos (Marquinhos Pacato) salientou que as obras são de grande importância, já que não existe uma opção de lazer para os jovens e adultos daquela região. “Não é somente o Sonrisal, mas também em toda a cidade”. Maicon Pimentel por sua vez falou da necessidade do governo em olhar com mais atenção e zelo para a comunidade, já que há anos a localidade conta com um poço artesiano cuja bomba de sucção não está funcionando há anos.

Outra reivindicação é para que se instale o saneamento básico. Os moradores reclamam que sempre têm que fazer pedido junto à Secretaria de Obras para que envie um caminhão fossa para fazer o esgotamento de seus reservatórios. Para Maicon Pimentel a questão é simples de resolver, bastando à prefeitura atender a tempo a solicitação dos moradores, “já que há casos de doenças de pele e também morte de animais por ingestão de água contaminada, devido ao transbordamento de resíduos das fossas, associada ao abandono da prefeitura em atender as demandas”.

Já Anselmo Prata reiterou a necessidade de uma linha urbana municipal. “A prefeitura não terá nenhum centavo de custo. A prefeita só precisa fazer um ofício e solicitar esse benefício, que vai atender não somente aqui como toda a população da cidade”. O presidente da Câmara falou da reclamação dos moradores de que, não há coleta de lixo. “Podia pelo menos, o caminhão de lixo passar uma vez por semana”.

Emplacamento local

Foi aprovado o projeto de lei, em que os veículos que prestam serviços ao município deverão se emplacados na cidade. Desta forma, o IPVA dos mesmos será revertido para os cofres municipais e consequentemente auxiliará na coleta de arrecadação. Esse projeto bem como dos demais são de autoria de Anselmo Prata, Marcelo Borginho, Deuty, Antônio Marcos dos Santos, Maicon Pimentel e Wagner Melo.