Vereadores pedem melhorias para praia e o balneário

por Tania Maria Garabini publicado 21/07/2019 11h08, última modificação 21/07/2019 11h08
Pacato critica abordagem grosseira de funcionários do parque

Durante a audiência pública sobre o parque de Jurubatiba, os vereadores solicitaram melhorias para a praia e o balneário, além de criticarem a abordagem grosseira dos funcionários do ICMBio feita a pescadores, moradores e turistas. Marquinho Pacato relatou o tratamento dados principalmente aos pescadores locais, impedindo a pesca com anzol.

Pacato lembrou que as leis devem ser respeitadas, mas que podem ser mudadas pelos deputados federais, de uma forma que fique bom para a população e para o parque. “Falar de lei é uma coisa, tirar do papel é outra. Porque a teoria é uma coisa, mas aqui dentro da lagoa quem conhece a realidade é o pescador”. Reclamou que é proibido pescar de anzol, mas não se proíbe jogar o esgoto da cidade na lagoa.  

Maicon Pimentel salientou que não projeto da prefeitura projeto acabar com o problema de enchente no bairro, apesar de entrar mensalmente repasse dos royalties, que tem que ser utilizado no saneamento básico. Em junho foram R$ 3,5 milhões, mas não se sabe como foram gastos, mesmo com a solicitação por requerimento feito por ele à prefeitura para esse detalhamento. Outra omissão da administração municipal é no esclarecimento de onde são aplicadas as verbas federais conseguidas para a cidade, como o da deputada Soraya Santos junto a Funasa para obra de saneamento

Já Wagner Melo defende a abertura da lagoa, para a retirada da sujeira e não apenas o uso de maquinário importado para fazer a limpeza dos canais, do local e acabar com as enchentes. Ele acredita que se a abertura acontecer em período correto no ano, as enchentes deixam de acontecer na localidade. Defende também a abertura de poço artesiano em bairros, para evitar a escassez de água. E fará uma indicação de manutenção de ambulância para atender os chamados que acontecem no balneário.