Ponte da Baixada em fase de conclusão

por Tania Maria Garabini publicado 07/08/2020 10h45, última modificação 07/08/2020 10h45
Obra foi conquista dos vereadores de Carapebus

Até o final de setembro, a obra da ponte da Baixada estará concluída e com isso, o acesso na Rodovia RJ-178 será liberado para trânsito de veículos, tanto pesado como leve. A boa notícia foi dada pelo vereador Maicon Pimentel durante sua falam, em plenário nesta quinta-feira (06). A obra foi uma conquista dos vereadores que estiveram em fevereiro de 2019 junto a direção do Departamento de Estrada e Rodagem do Rio de Janeiro (DER).

As obras sobre o córrego da Maricota, no bairro da Baixada – que está interditada desde o dia 31 de janeiro de 2018 – foram iniciadas em junho de 2019.  O diretor adjunto do DER e um engenheiro do órgão estiveram - a convite dos vereadores– vistoriando a estrutura da ponte. Após essa vistoria e análise de laudo técnico detectou-se que, as cabeceiras da ponte apresentavam problemas estruturais precisando de um reforço. Com isso, foram derrubadas, alargada as margens do córrego e edificada novas estruturas permitindo uma abertura maior e melhor para o trânsito futuro. De junho até hoje, o trânsito foi desviado para uma lateral vicinal.

Os veículos pesados e leves passam por um desvio no Lameiro. Carapebus desde 1998 enfrenta esse problema, quando as águas da enchente ocorrida naquele ano, ultrapassou o leito e atingiu o asfalto. Em sua força, as águas levaram o asfalto, boa parte de sua estrutura e a base, que desmoronou. A ponte da Baixada era utilizada por caminhões e carretas que transportam mercadorias e material até para Porto de Açu. E diariamente, ônibus e carros pequenos circulavam intensivamente e com a situação do local sob o risco de acidente fazendo o trajeto Macaé-Quissamã passando por Carapebus.

O vereador Maicon Pimentel detalhou que, esse desvio está cheio de buracos – já que é de terra batida – e isso tem provocado danos nos veículos que por ali transitam. “Hoje passei por lá e vi que jogaram um barro. Não jogaram em tudo e com isso, os buracos continuam. Espero que essa ponte seja logo inaugurada e dê condição de trânsito para a população”, concluiu.